Mil Corações

Já faz tanto tempo que saí da sua vida
Sei o quanto eu errei, e foi por isso que parti
O mundo aqui de fora não me deu outra saída
Você não sai do pensamento, e hoje sei o tempo que perdi

Mas confesso que eu tenho tanto medo de voltar
Medo de encontrar alguém que está tomando o meu lugar
Não sei se ainda quer que eu volte
É um risco que eu vou correr, se quer me dar mais uma chance
Um pedido eu quero te fazer

Se ainda me ama, desenhe um coração com o meu nome
E deixe no portão,
Se ainda me ama, desenhe um coração com o meu nome
E deixe no portão se ainda me ama

Hoje sou um prisioneiro do que eu mesmo fiz
A porta da prisão fechada, e eu não via a hora de sair
Agora está em suas mãos, a chave que eu perdi
É um simples coração desenhado que pedi
Eu mal podia esperar a hora de chegar
E assim poder te ver
Mas quanto mais chegava perto
Não sabia ao certo o que ia acontecer
De repente, eu vi de
Longe alguma coisa que me fez chorar
A surpresa foi tão grande, que eu não pude acreditar:

Mil corações! Deixados no portão com o meu nome
Escrito com batom
Mil corações
Mil corações, deixados no portão com o meu nome
Escrito com batom
Mil corações

Gian e Giovani

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s